Notícias

20/07/2013
Novas cervejas: 2Cabeças e Peripécia

Comandada por dois produtores de cerveja caseira, Bernardo Couto e Salo Maldonado, a cervejaria carioca 2Cabeças surgiu em 2012 chamando a atenção com dois belíssimos rótulos: Hi5 Black IPA e Maracujipa. “Buscamos apresentar algo de novo em nossas cervejas. Gostamos de pegar um pouco de tradição e um pouco de insanidade, combinar tudo e criar uma nova receita”, eles avisam no site oficial. Já a Cervejaria Peripécia é obra do mineiro João Marcelo, que conseguiu autorização para produzir sua cerveja via Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) do Rio de Janeiro. Vencedora de concursos em 2012, a cerjevaria já tem em catálogo sete rótulos: Peripécia Tripel, Peripécia de São João, Peripécia Golden, Peripécia Marriage Ale, Peripécia Amber, Peripécia Morena Flor e Peripécia Alagoana. Abaixo, duas cervejas da 2Cabeças e duas da Peripécia (todas podem ser encontradas em bons empórios com preços variando entre R$ 19 e R$ 25 - garrafas de 600ml).

 

O nascimento da Hi5 Black IPA é curioso, e vale conferir a narrativa no site oficial. O estilo bastante novo promove, no caso da receita da cervejaria carioca 2 Cabeças, um encontro romântico entre Stout e India Pale Ale. Na taça, o liquido preto e denso, com espuma bege de bela formação e ótima permanência, distribui uma camada de aromas que deve impressionar fãs de cervejas escuras. A “culpa” é do lúpulo Simcoe, que traz resultados próximos ao famoso Cascade, mas com mais força no amargor e no herbal. Desta forma, o caminhão de Simcoe presente na receita (boa parte dele no dry-hopping) consegue enfrentar o malte torrado e o resultado é uma cerveja que, no aroma, junta café e maracujá (em notas cítricas), com leve toque herbal (que remete a pinho). No paladar, espetacular, amargor intenso (62 de IBU – a cervejinha mainstream que você bebe no boteco fica nos 20 pontos) e perfeita reprodução do aroma: café e cítrico bailam juntos de forma impressionantemente compacta. Na reta final, o café bate o amargor, mas o cítrico permanece. O retrogosto intenso: café, amargor e cítrico. Palmas.

maraca.jpg

A Maracujipa é a segunda receita desenvolvida pela 2Cabeças, uma American IPA – entorpecida por lúpulo Centennial – que alcança 60 pontos na escala internacional de amargor e traz maracujá, a polpa da fruta, no processo de dry hopping. Na taça, um alaranjado exibe uma bela formação de espuma, de ótima permanência. No aroma sensacional, um caminhão de notas cítricas, com o maracujá se destacando. Há ainda percepção de floral e um tiquinho de herbal. No paladar, amargor, amargor e mais amargor. Não reclame, festeje. De doce já basta a vida. É possível perceber, sob a nuvem densa de lúpulo, a suave presença do malte e certo frutado, mas esta é uma cerveja para hopheads. O amargor é tanto que causa certa acidez na língua e na garganta, o que se resolve com doses repetidas de Maracujipa. O final é amargo; o retrogosto, cítrico e amargo. Eis uma das melhores IPAs nacionais.

Tripel

A versão Tripel da Peripécia é produzida com malte de cevada, malte de trigo, aveia, açúcar cristal, lúpulo alemão e três cepas de leveduras. O resultado é uma belíssima cerveja que fica no meio do caminho entre uma Hefeweizen e uma Belgian Tripel, e derrama um liquido de cor dourada, com leve turbidez a frio, e espuma de formação moderada e permanência baixa. No aroma, um encanto: notas frutadas se dispersam aos borbotões para fora da taça com algo que remete a banana (e a aproxima dos alemães), baunilha (olha os belgas) e abacaxi, com leve percepção dos 9% de álcool. No paladar, o corpo é de médio para alto e o álcool marca o céu da boca e desce riscando com leveza a garganta. Após sua passagem, o frutado (notas de banana e damasco) distribui um colorido especial ao gole, que termina com bastante percepção frutada e de trigo, e traz um retrogosto extenso de levedura.

Amber

Já a Peripécia Amber, com receita de Belgian Ale que leva três tipos de malte e açúcar demerara orgânico, é uma deliciosa surpresa. Complexa, frutada no ponto certo, amarga no final, um grande acerto. Na taça, um liquido de cor âmbar exibiu uma excelente formação de creme, de longa permanência (com direito a renda belga). No aroma, a levedura traz um pouco de acidez em primeiro plano enquanto o malte tenta contrabalancear com caramelo, mas o que mais chama a atenção são as notas que remetem a frutas escuras (ameixa, uva passa) e baunilha. No paladar, a levedura volta a se destacar, mas o malte surge com mais presença, colocando um leve adocicado em meio a uma festa de notas frutadas enquanto os 7% de álcool, com apoio das frutas escuras, remetem a rum. O final levemente amargo é de médio para longo com as notas frutadas nadando no álcool, sendo que este último retorna vitorioso no retrogosto.

Maracujipa
- Produto: India Pale Ale
- Nacionalidade: Brasil
- Graduação alcoólica: 7,5%
- Nota: 3,89/5

Hi 5 Black IPA
- Produto: Black India Pale Ale
- Nacionalidade: Brasil
- Graduação alcoóica: 6,2%
- Nota: 4,05/5

Peripécia Tripel
- Produto: Belgian Tripel
- Nacionalidade: Brasil
- Graduação alcoólica: 9%
- Nota: 3,03/5

Peripécia Amber
- Produto: Belgian Ale
- Nacionalidade: Brasil
- Graduação alcoólica: 7%
- Nota: 3,46/5

Logo Peripecia

Receba notícias da Peripécia por e-mail:

IR PARA O TOPO

© 2013 Cervejaria Peripécia - Todos os direitos reservados